Bíblia Comentada no WhatsApp!



Se você quer receber versículos bíblicos
no seu WhatsApp, basta enviar uma
mensagem pelo Whats para:



+55 11 97554-4484.



É simples, prático e muito fácil estar
em contato com a Palavra de Deus!



Um Serviço adWhats



Johnny Cash - Rebelde Contra A Tentação - 2





O Guia do Rebelde Para a Alegria A Vida de Johny Cash

Testemunhos sobre Tentação são difíceis de enContrar.

Há poucas canções escritas sobre ser tentado.

E quase nenhuma fala de uma história real.

A infeliz realidade

é que cristãos não costumam falar sobre real Tentação

e luta Contra o pecado.

Para enContrar um testemunho menos polido

e um pouco mais honesto,

vamos falar da vida de alguém um pouco mais recente:

Johny Cash.

Somos todos formados pelo nosso ambiente,

e Johny Cash não foi diferente.

Ele cresceu perto de igreja, música e rádio gospel.

Ele viveu numa família pobre na Era da Depressão.

E, com cinco anos,

já colhia algodão com sua família.

Johny era uma criança criativa, um constante sonhador.

Atraído pela música desde o começo.

Isso o levava a se estranhar com seu pai duro e trabalhador.

Johny idolatrava seu irmão Jack,

e ficou devastado quando ele morreu em um acidente com uma serra.

Por isso, Jonhy buscou deixar a dor do lar,

procurando por liberdade e sucesso

em uma vida de músico.

Rapidamente achou ambos.

Johny encontrou Sam Phillips, da Sam Records,

e entrou numa vida de tours musicais.

Encontrou imediato sucesso,

estando mais na estrada que em casa.

Em sua autobiografia "CASH", ele diz:

"Minha relação com as pílulas já começavam.

Rapidamente se tornou algo consumidor.

Me comendo pela próxima década, ou mais."

O que começou com uma ocasional pílula para ficar acordado,

e uma cerveja para se acalmar,

rapidamente o dominou,

e se tornou um vício em álcool,

anfetaminas e barbitúricos.

Talvez, sua maneira de lidar com seu sucesso,

sua exigente vida como artista,

e aproximar o relacionamento com sua esposa e filhos,

na sua contínua fuga do Senhor Jesus,

ele cedeu às tentações ao seu redor,

e adorou sua música como a substância que o sustinha.

Johny Cash disse isso de seus vícios:

"A primeira, e talvez a pior coisa nisso,

foi que, cada pílula que tomei,

foi uma tentativa de recuperar o maravilhoso e natural

sentimento de euforia.

que experimentara na primeira vez.

E não houve nem mesmo uma,

dentre as milhares que lentamente que afastaram

da minha família, meu Deus e eu mesmo

que jamais funcionasse."

Pouco a pouco, Johny Cash destruiu sua vida.

Demoliu inúmeros carros

e foi preso por trazer anfetaminas pela fronteira do México.

Começou a cancelar shows e, eventualmente, parou tours.

Ele chegou a queimar quilômetros de floresta

da Reserva Nacional de Los Padres

e se tornou o único indivíduo

processado pelo estado da Califórnia.

Pior de tudo, ele devastou seu casamento completamente.

Deixou suas quatro filhas virtualmente sem pai.

Um coisa que não se vê nos filmes

é que, chegando ao fundo, Johny Cash decidiu se matar.

Como menino, ele havia explorado as profundezas

da Caverna Nickajack.

Um imenso e abandonado sistema de cavernas

prestes a se tornar um reservatório de água.

Muitas pessoas que entraram nela

se perderam e morreram, ao longo dos anos.

Johny rastejou para dentro da Caverna

para se perder, e morrer.

Rastejou por horas.

Até a lanterna apagar.

Ele descreveu a experiência assim:

"A absoluta falta de luz era apropriada.

Pois, naquele momento, eu estava tão longe de Deus quanto possível.

Minha separação dele.

O mais profundo e destruidor tipo de solidão

que havia sentido ao longo dos anos

parecendo finalmente completo."

Então, pensando estar perto da morte, disse:

"Senti algo muito poderoso começar a acontecer.

A sensação de perfeita paz, claridade e sobriedade.

Lá, em Nickajack Cave, me tornei consciente

de uma idéia muito clara e simples:

Eu não estava encarregado de meu próprio destino.

Ia morrer na hora de Deus. Não na minha."

Johny Cash miraculosamente rastejou de volta na total escuridão

quando saiu, ele disse:

"Eu estava pronto a me comprometer com Deus,

e fazer o preciso para sair das drogas.

E não estava mentindo."

Cash continuou, dizendo:

"Eventualmente, lentamente,

relaxando e sentando,

recobrei minha força, e sanidade,

e reconstruí minha conexão com Deus.

Podia encarar uma audiência de novo,

atuar corretamente, depois de dez anos.

Deus fez mais que falar comigo.

Revelou sua vontade a mim, através de outras pessoas,

família e amigos.

A maior alegria de minha vida

foi não mais se sentir separado dEle.

Agora, Ele é meu Conselheiro,

minha Rocha, onde posso me firmar."

Pela submissão a Jesus,

Cash encarou as tentações e venceu.

Hoje, cantamos uma de suas grandes músicas gospel:

"Redenção", como uma lembrança da obra de Jesus

para nos libertar do poder do pecado.

Anos depois, Johny escreveu:

"É uma luta contínua. Mas eu sei

que, se eu me entregar a Deus toda manhã,

e continuar honesto com Ele e comigo,

sobreviverei ao dia perfeitamente."










Enviar Comentário