BÍBLIA COMENTADA NO WHATSAPP!



Se você quer receber versículos no seu WhatsApp,
basta enviar uma mensagem pelo Whats para:



+55 11 97554 4484


É simples, prático e muito fácil estar
em contato com a Palavra de Deus!



Um Serviço adWhats



 I João - Cap.: 4

12345
1 - AMADOS, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.
    4:1-6 dom de Deus, do Seu Espírito Santo, uma está em contraste com a mentira que muitos espíritos unidade falsos profetas ao mundo para espalhar a oposição a Cristo (2:18). Como Paulo em 1 Coríntios. 12:3, João mostra como distinguir o Espírito da Verdade, de espíritos de erro: aqueles que confessam Jesus como o Messias são de Deus, enquanto aqueles que não confessa a Jesus não são. Esta confissão é a grande divisão entre os "de Deus" e aqueles que são "do mundo."
    4:1 saído pelo mundo. Veja 2:19 nota.
    1. Eis que chamar a atenção, como algumas exposições maravilhosas, pouco como o mundo vê a admirar. Este versículo está relacionado com o anterior 1Jo 2:29, assim: Todas as nossas ações de justiça é um mero sinal de que Deus, do Seu amor incomparável, nos adotou como filhos, mas não nos salva, mas é uma prova de que somos salvos da Sua graça.
    que tipo de o que supera a excelência, como é graciosa por parte dele, como é precioso para nós.
    amor | agraciado Ele não diz que Deus nos deu algum presente, mas o amor próprio ea fonte de todas as honras, o próprio coração, e não por nossas obras ou esforços, mas da sua graça [Lutero].
    que o modo de amor", resultando em, comprovada por, nosso ser, & c. O efeito imediato que visa a outorga do presente é o amor, "que devemos ser chamados filhos de Deus".
    deve ser chamado de deveria ter recebido o privilégio de um título glorioso (embora parecendo tão imaginária para o mundo), juntamente com a gloriosa realidade. Com Deus está a chamar para fazer realmente a ser. Who tão grande como Deus? O relacionamento mais próximo do que a dos filhos? Os manuscritos mais antigos acrescentar: "e nós somos tão" realmente.
    portanto, sobre essa conta", porque "estamos (realmente) assim."
    nós as crianças, como o pai.
    não conheceu a ele , ou seja, o Pai". Se eles, que não respeita Deus, mantenha-te em qualquer conta, sentem-se alarmado com o teu estado "[Bengel]. Contrast 1Jo 5:01. O mundo todo curso é um grande ato de não de reconhecimento de Deus.
    1. Não acredite todo espírito - por meio de qualquer professor é accionado. Mas, provai os espíritos - pela regra que se segue. Estamos a tentar todos os espíritos pela palavra escrita: À lei e ao testemunho!" Se alguém não falarem segundo estas, o espírito que ele atua não é de Deus.
2 - Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus;
    4:2 Jesus Cristo veio em carne. João distingue o evangelho do erro do docetas que disse que Jesus Cristo não era verdadeiramente humano (Introdução : Data e ocasião). A humanidade de Cristo é essencial para que Ele estava para morrer pelos nossos pecados.
    2. Amado do Pai e, portanto, por mim.
    agora , em contraste com" ainda não. "Agora já são realmente os filhos, embora não reconhecida como tal pelo mundo, e (como consequência), nós olhamos para a manifestação visível da nossa filiação, que ainda não ocorreu.
    Acaso, ainda não aparecem grego", que ainda não tem (em qualquer momento, aoristo grego) foi visivelmente manifestado o que havemos de ser "o mais glória que devem atingir em virtude de nossa filiação deste. "O que" sugere algo inconcebivelmente glorioso.
    mas omitido nos manuscritos mais antigos. Sua inserção em Inglês Versão dá uma antítese errado. Não é," Nós não sabemos ainda o que manifestamente | mas nós sabemos ", & c. Os crentes têm algum grau de manifestação já, embora o mundo não tem. A conexão é, a manifestação para o mundo do que será, não tenha ainda ocorrido, sabemos (em geral, como uma questão de conhecimento bem assegurada, por isso os gregos), que quando (literalmente, "se", manifestando dúvidas quanto ao fato, mas apenas quanto ao tempo, implicando também o fato de vir preliminar, no qual a conseqüência seguinte, Mal 1:6; João 14:3) Ele (e não "se", ou seja, , o que ainda não é manifestado [Alford]) deve ser manifestada (1Jo 3:05, 2:28), seremos semelhantes a Ele (Cristo, todos os filhos têm uma semelhança substancial de seu pai, e Cristo, a quem deve ser como, é "a expressa imagem da pessoa Padres", de modo que, assemelhando-se a Cristo, devemos lembrar o Pai). Aguardamos a manifestação (literalmente, o "apocalipse", o mesmo termo que é aplicado às Cristos própria manifestação) dos filhos de Deus. Após o nosso nascimento natural, o novo nascimento para a vida da graça é necessária, que deve ser seguido pelo novo nascimento para a vida de glória, os dois últimos são igualmente denominados "a regeneração" (Mt 19 : 28). A ressurreição do nosso corpo é uma forma de sair do ventre da terra, e nascer em outra vida. Nossa primeira tentação foi a de que devemos ser como Deus no conhecimento, e por isso caímos, mas sendo suscitada por Cristo, tornamo-nos verdadeiramente semelhantes a Ele, por conhecê-Lo como somos conhecidos, e por vê-Lo como Ele é [Pearson, Exposição do Credo]. Como a imortalidade primeira foi que Adão perdeu para poder não morrer, de modo o último não deve ser para poder morrer. mans como primeira escolha livre ou se seria capaz de não pecar, então o nosso passado não deve ser para ser capaz de pecado [Agostinho, A Cidade de Deus, 22,30]. O diabo caiu por que aspiram a poder de Deus, o homem, por aspirantes ao seu conhecimento, mas depois de aspirantes a bondade dos deuses, que nunca devem crescer em Sua semelhança. A transição da parte de Deus Pai "Ele", "Ele", referindo-se a Cristo (o único que está sempre disse nas Escrituras para se manifestar, não o Pai, João 1:18), implica a unidade inteira do Pai e do Filho.
    para, & c. Continuo vendo gera semelhança (2Co 3:18), como a face da lua estar sempre virado para o sol, reflete a luz e glória.
    vê-lo , não em sua divindade interior, mas que se manifesta em Cristo. Nenhum, mas o puro pode ver o One Pure infinitamente. Em todas essas passagens, o grego é o opsomai mesmo verbo, não denotando a ação de ver, mas o estado dele a cujos olhos ou mente o objeto é apresentado, daí o verbo grego é sempre a voz média ou reflexiva, para perceber e apreciar interiormente [Tittmann]. Nossos corpos espirituais irão apreciar e reconhecer seres espirituais, a seguir, como natural de nossos corpos agora se natural objetos.
    2. Todo o espírito - ou professor. Que confessa - Ambos com o coração e voz. Jesus Cristo, que veio em carne é de Deus - que pressupõe a sua vinda, contém, e chama-se depois, toda a doutrina de Cristo.
3 - E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo.
    4:3 o Anticristo. Veja 2:18 nota.
    3. esta esperança de se seguir" como ele. "Fé e amor, assim como a esperança, ocorrem em 1Jo 3:11, 23.
    em sim" (descanso) sobre ele ", baseada em suas promessas.
    purifica-se por Cristos Espírito nele (João 15:05, fim)." Tu te purifiest, não de ti mesmo, mas daquele que vem para que Ele possa habitar em ti "[Agostinho]. Ones justificação pela fé é pressuposta.
    como ele é puro imaculada com qualquer impureza. segunda pessoa, por quem ambos da Lei e do Evangelho foram dadas.
    3. Ouvistes - Do nosso Senhor e nós, que já vem.
4 - Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.
    4:4 aquele que está no mundo. Na sua hostilidade para com Deus, o mundo é permeado por efeitos do diabo, que conquistou o ser humano corrida através da tentação (5:19).
    4. O pecado é incompatível com o nascimento de Deus (1Jo 3,1-3). John muitas vezes expõe a verdade mesmo negativamente, o que ele tinha antes enunciados positivamente. Ele tinha mostrado, o nascimento de Deus envolve auto-purificação, ele agora mostra onde o pecado, isto é, a falta de auto-purificação, é, não há nascimento de Deus.
    Todo aquele grego ," Todo aquele que ".
    comete pecado , em contraste com 1Jo 3:03," Todo homem que tem essa esperança Nele purifica-se "e 1Jo 3:07:" Aquele que pratica a justiça. "
    | Transgride a lei grega ," transgressão da lei comete. "Deuses lei de pureza, e por isso mostra que ele não tem tanta esperança de estar a seguir puro como Deus é puro e, portanto, que ele não é nascido de Deus.
    para grego" e ".
    o pecado é transgressão | da lei | definição de pecado em geral. O grego conta o artigo para tanto, implica que eles são termos conversíveis. O" pecado grego "hamartia () é, literalmente," a falta da marca. "vontade de Deus sendo que a marca deve ser sempre visado. "Pela lei vem o conhecimento do pecado." A curvatura de uma linha é mostrada por ser posto em justaposição com uma régua em linha reta.
    4. Tendes superar esses enganadores, porque maior é o Espírito de Cristo que está em vós do que o espírito do anticristo que está no mundo.
5 - Do mundo são, por isso falam do mundo, e o mundo os ouve.
    5. prova adicional da incompatibilidade do pecado e da filiação, o próprio objeto de Cristos manifestação na carne era para tirar (por um ato, e inteiramente, aoristo) todos os pecados, como o bode expiatório que normalmente.
    e mais uma prova do mesmo.
    nele não há pecado não" foi ", mas" é ", como em 1Jo 3:7:" Ele é justo ", e 1Jo 3:03:" Ele é puro. "Portanto, estamos a ser assim.
    5. Eles - Os falsos profetas. São do mundo - É o número de pessoas que não conhecem a Deus. Por isso falam do mundo - A partir do mesmo princípio, a sabedoria do espírito, e, de conseqüência, o mundo ouve-los - com aprovação.
6 - Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro.
    4:6 de Deus. O Espírito Santo une os crentes. Ver "A Igreja Local" no Apocalipse 2:1.
    6. Ele razões de Cristos própria separação de todo pecado, para que aqueles que ele também deve ser separado dele.
    permanece nele , como o ramo na videira, vivendo união vital de Sua vida.
    não peca Na medida em que ele permanece em Cristo, até agora ele está livre de todo pecado. O ideal do cristão. A vida de pecado e da vida de Deus se excluem mutuamente, assim como a escuridão ea luz. Em questão de fato, os crentes caem em pecado (1Jo 1:8-10, 2:1, 2), mas todos os tais pecados são estranhos da vida de Deus, Cristos e necessidade de limpeza do sangue, sem pedido de que a vida de Deus não poderia ser mantida. Ele não peca enquanto ele permanece em Cristo.
    quem tem peca não o viu grego perfeito", não viu e não vê-Lo. "Novamente, o ideal cristão da intuição e do conhecimento é apresentado (Mt 7:23). Todo o pecado como tal está em contradição com a noção de um regenerado. Não que "todo aquele que é traído em pecados nunca viu nem conhece a Deus", mas na medida em que o pecado existe, na medida em que o grau de intuição espiritual e conhecimento de Deus não existem nele.
    nem sequer". Para ver espiritualmente é um passo a mais do que saber, porque sabendo chegamos a ver a realização viva e experimental.
    7 º, 8. A verdade mesmo declarou, com a adição de que aquele que peca é, tanto quanto ele pecados do diabo".
    Ninguém se engane a você como antinomianos tentar enganar os homens.
    justiça grega ," a justiça ", isto é, de Cristo ou Deus.
    o que | faz é justo Não seu fazer fá-lo justo, mas o seu ser justo (justificado pela justiça de Deus em Cristo, Ro 10:3-10) fá-lo para fazer justiça: uma inversão comum na linguagem familiar, na lógica realidade, embora não na forma, como em Lu 7:47, João 8:47. Works não justificam, mas as obras do homem justificado. Inferimos a partir de seu fazer justiça que ele já é justo (ou seja, tem a única e verdadeira princípio de fazer justiça, ou seja, a fé), e por isso é nascido de Deus (1Jo 3:09), assim como poderíamos dizer, a árvore que produz bons frutos é uma árvore boa, e tem uma raiz de vida, não para que o fruto faz com que a árvore e sua raiz para ser bom, mas isso mostra que eles são assim.
    que Cristo .
    6. Nós - Apóstolos. São de Deus - Imediatamente ensinou, e enviadas por ele. Nisto conhecemos - De que é dito, um João IV, 2-6.
7 - Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus.
    4:7-12 O amor de Deus Pai para "Seu único Filho" (v. 9) é a fonte do amor que une o comunhão dos crentes juntos como uma família. Dando-nos Seu Filho, o Pai nos apresentou o perfeito amor e da vida eterna que o Pai eo Filho sempre desfrutaram.
    7. Vamos amar um ao outro - De a doutrina que ele acaba de defender, ele chama a esta exortação. É pelo Espírito que o amor de Deus está derramado em nossos corações. Todo aquele que verdadeiramente ama a Deus e seu vizinho é nascido de Deus.
8 - Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.
    8. Aquele que comete pecado é do diabo , em contraste com" Aquele que pratica a justiça, "1Jo 3:07. Ele é um filho do diabo (1Jo 3:10; João 8:44). John não é, entretanto, dizem , "nascido do diabo." como ele faz "nascer de Deus", para "o diabo gera nenhum, nem se cria qualquer, mas aquele que imita o demônio se torna um filho do diabo por imitá-lo, não por nascimento adequado" [Agostinho, Ten Homilias sobre a Primeira Epístola de João, Homilia 4,10]. Desde o diabo não há geração, mas a corrupção [Bengel].
    peca desde o princípio a partir do momento que começou a qualquer pecado [Alford]: a partir do momento que ele se tornou o que é, o diabo. Ele parece ter mantido seu primeiro estado apenas por um período muito curto após a sua criação [Bengel]. Desde a queda do homem [no início do nosso mundo], o diabo é (sempre) o pecado (isto é a força de "pecar", ele pecou desde o início, é a causa de todos os pecados, e ainda continua a pecar; presentes). Como o autor do pecado, eo príncipe deste mundo, ele nunca deixou de seduzir o homem a pecar [Luecke].
    destroy quebrar e acabar com; contusões e esmagamento da cabeça serpentes.
    obras de pecado diabo, e todas as suas terríveis conseqüências. John argumenta, os cristãos não podem fazer o que Cristo veio para destruir.
    8. Deus é amor - Esta frase pouco trouxe de São João mais doçura, mesmo na época que ele estava escrevendo, que o mundo todo pode trazer. Deus é frequentemente denominado santo, justo, sábio, mas não a santidade, justiça, sabedoria ou em abstracto, como se diz ser o amor, dando a entender que este é o seu amor, seu atributo reinante, o atributo que lança uma glória amável em todos os suas outras perfeições.
9 - Nisto se manifesta o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos.
    4:9 Filho unigênito. Isto significa que Jesus é o Filho de Deus na eternidade, como a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade. O grego também pode ser traduzida como "Filho unigênito", referindo-se a unicidade de Cristo e não à sua geração eterna.
    9. Qualquer que é nascido de Deus literalmente," Todos que é nascido de Deus. "
    Acaso, não comete pecado Sua natureza superior, como um nascido ou gerado de Deus, não vos pecado. Para ser nascido de Deus e ao pecado, são estados mutuamente excludentes entre si. Na medida em que uma pecados, ele torna duvidoso que ele nascer de Deus.
    sua semente , a palavra viva de Deus, feito pelo Espírito Santo em nós a semente de uma nova vida ea média contínua de santificação.
    resta permanece nele (compare Note, vê na 1Jo 3:06; João 5:38). Isso não contradiz 1Jo 1:08, 9, o show regenerar a incompatibilidade total com a regeneração do pecado, da limpeza fora todo o pecado em que podem ser traídos pela velha natureza, uma vez no sangue de Cristo.
    não pode pecar, porque é nascido de Deus , porque é de Deus que ele é nascido" (de modo a ordem grego, em comparação com a ordem das mesmas palavras no início do verso), não ", porque ele nasceu de Deus "(o grego é tempo perfeito, que está presente em significado, não aoristo), que não é dito, porque um homem foi uma vez para todos os nascidos de Deus que nunca pode pecar depois, mas, porque é nascido de Deus, a cumprir as sementes agora nele, ele não pode pecar, contanto que permanece enérgica, o pecado não pode ter lugar. Compare 39:9 Ge, Joseph, "Como posso eu cometer este grande mal e pecar contra Deus?" A princípio, me está em contradição absoluta com ele. regenerar A vida é incompatível com o pecado, o crente e dá um ódio pelo pecado, em todas as formas, eo desejo incessante de resistir a ela. "O filho de Deus neste conflito recebe fato feridas por dia, mas nunca joga fora seus braços e faz as pazes com seu inimigo mortal "[Lutero]. Os pecados excepcionais em que a regeneração é surpreendido, são devido ao princípio de vida nova que está sendo por um tempo sofrido para adormecidos, e para a espada do Espírito, não ser elaborado imediatamente. pecado está sempre ativo, mas já não reina. O sentido normal das energias crentes é contra o pecado, a lei de Deus segundo o homem interior é o princípio dominante do seu eu verdadeiro que a velha natureza, ainda não totalmente amortecido , rebeldes e pecados. Contrast 1Jo 5:18 com João 8:34, comparar Sl 18:22, 23; 32:2, 3; 119:113, 176. A agulha magnética, cuja natureza é sempre a apontar para a pólo, é facilmente desviou, mas sempre reseeks do pólo.
10 - Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados.
    4:10 propiciação pelos nossos pecados. Veja 2:2 NOTÍCIA. Cristo afastou a justa ira de Deus e satisfeitas as exigências de sua justiça em nosso nome. Era para cumprir o amor de Deus que Ele fez isso.
    10. filhos do diabo (Veja no 1Jo 3:08; Atos 13:10). Não há nenhuma classe média entre os filhos de Deus e os filhos do diabo.
    não pratica a justiça Contraste 1Jo 2:29.
    aquele que não ama a seu irmão (1Jo 4:08), um caso particular do amor que é a soma e cumprimento de toda a justiça, eo token (não alto profissões, ou mesmo obras aparentemente boas), que distingue as crianças dos deuses do demônios.
11 - Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros.
    11. a mensagem de anúncio", como algo bom, não um comando simples, como a lei. A mensagem do Evangelho daquele que nos amou, anunciada por Seus servos, é que nós amamos os irmãos; não está aqui toda a humanidade, mas os que são nossos irmãos em Cristo, filhos de uma mesma família de Deus, de quem temos vindo a nascer de novo.
12 - Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor.
    12. que não em grego.
    do que um mau Traduzir", um mal ", acordo com a" Porque as suas obras eram más. "Compare 1Jo 3:08," do diabo ", em contraste com" de Deus "1Jo 3:10.
    ele matou ele? Porque as suas obras eram más, e seus irmãos justo por inveja e ódio de seus irmãos piedade, devido a que Deus aceitou Abel, mas rejeitou oferta Cains. Inimizade entre o primeiro existente entre a semente da mulher ea semente da serpente .
    12. Se nos amarmos mutuamente, Deus permanece em nós - Este é tratada de, 1 João IV, 13-16. E o seu amor é aperfeiçoado - tem seu efeito completo. Em nós - Este é tratada de, 1 João IV, 17-19.
13 - Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito.
    13. Marvel não A maravilha seria se o mundo te amei.
    o mundo de quem é o representante Caim (1Jo 3:12).
    odeio você , como Caim odiou mesmo seu próprio irmão, e que, na medida de assassiná-lo. O mundo sente a sua má obras tacitamente repreendido por suas boas obras.
14 - E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo.
    4:14 Salvador do mundo. Veja 2:2 NOTÍCIA.
    14. Nós enfático, apesar de sermos odiados pelo mundo, sabemos que o mundo não sabe.
    saber como um fato certo.
    passou mudou nosso estado. Col 1:13," do poder de | escuridão traduzido para o reino do Seu Filho amado. "
    de morte para a vida , literalmente," fora da morte (que enthrals não regenerado) na vida (do regenerado). "A coincidência palpável da linguagem e do pensamento, o discípulo amado que adopta as palavras de seu Lordes.
    porque amamos os irmãos no chão, não de nossa passagem sobre da morte para a vida, mas do nosso conhecimento que nós temos isso. Amor, de nossa parte, é a prova de nossa justificação ea regeneração, não a causa deles. "Que cada um vá para seu próprio coração, se ele achar que o amor aos irmãos, deixá-lo sentir-se seguro de que ele passou da morte para a vida. Que ele não mente que sua glória é só escondido, quando o Senhor vier, então ele deve aparecer em glória. Porque ele tem uma energia vital, mas ainda é inverno, a raiz tem vigor, mas os galhos estão como estavam secos; dentro há medula, que é vigorosa, dentro são as folhas, nas frutas, mas eles devem esperar pelo Verão "[Agostinho ].
    Aquele que não ama A maioria dos manuscritos mais antigos omitem" irmão ", o que torna a afirmação mais geral.
    permanece , continua.
    na morte" no (espiritual) a morte "(que termina em morte eterna), que é o estado de todos por natureza. Sua falta de evidências do amor que nenhuma mudança de poupança passou por cima dele.
    14. E, em conseqüência disso, nós temos visto e testemunhamos que o Pai enviou o seu Filho - Estas são as bases e os critérios de nossa permanência em Deus e Deus em nós, a comunhão do Espírito, ea confissão do Filho.
15 - Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus.
    15. equivalente odeia a" não ama "(1Jo 3:14), não há meio entre os dois." Amor e ódio, como luz e trevas, vida e morte, necessariamente substituir, bem como exclui necessariamente, um outro [" Alford].
    é um assassino , porque entregando-se que a paixão que, se seguidas fora de suas conseqüências naturais, faria dele um". Considerando que, 1Jo 3:16 desejos nos dar a nossa vida pelos irmãos; duelos exigir um (horrível dizer !) para arriscar sua própria vida, ao invés de privar o outro da vida "[Bengel]. Deus se refere à disposição interna como equivalente ao ato externo que dela decorrem. Quem quer se odeia, deseja-se estar morto.
    tem Tal pessoa ainda permanece" na morte. "Não é o seu futuro Estado, mas o seu presente, que é referido. Aquele que odeia (isto é, não ama a) irmão (1Jo 3:14), não pode neste seu estado atual tenha a vida eterna permanecendo nele.
    15. Todo aquele que, a partir de um princípio de fé, amor, abertamente confessar diante de toda a oposição e perigo, que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele.
16 - E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele.
    4:16 Deus é amor. O amor de Deus é mostrada em sua fidelidade à aliança e em sua incansável busca de pecadores, apesar de sua rebelião ou indiferença (v. 8; Ex. 34:5-7).
    16. O verdadeiro amor aos irmãos é ilustrado pelo amor de Cristo para nós.
    Nisto grego ," Aqui ".
    o amor de Deus As palavras de Deus" não estão no original. Translate, "Chegamos ao conhecimento do amor", apreendemos o verdadeiro amor.
    que Cristo .
    e nós de nossa parte, se for absolutamente necessário para a glória de Deus, o bem da Igreja, ou a salvação de um irmão.
    vidas Cristo deu a Sua vida por todos nós, nós devemos dar a nossa vida solidariamente pelas vidas dos irmãos, se não, na verdade, pelo menos virtualmente, dando nosso tempo, cuidado, trabalhos, orações substância: Non nobis, sed global. Nossa vida não deve ser mais caro para nós do que próprios Deuses Filho foi para ele. Os apóstolos e mártires agiu sobre este princípio.
    16. E nós sabemos e acreditamos que - pelo mesmo espírito, o amor que Deus tem para nós.
17 - Nisto é perfeito o amor para conosco, para que no dia do juízo tenhamos confiança; porque, qual ele é, somos nós também neste mundo.
    4:17 nós também. Apesar de não ser como Cristo, na plenitude de nossa obediência, nós somos semelhantes a Ele em nossa orientação básica, e se destacam como Ele não em contraste com o mundo em geral (João 17:16).
    17. Esse mundo bom literalmente, de subsistência" ou substância. Se nós devemos dar a nossa vida pelos irmãos (1Jo 3,16), quanto mais não devemos reter o nosso conteúdo?
    e não apenas ocasional, mas deliberadamente contempla como um espectador, grego," contempla ".
    Fecha o seu coração de compaixão , que tinha sido momentaneamente aberto pelo espetáculo de seus irmãos necessitados. Os intestinos" significa que o coração, a sede da compaixão.
    como Como é possível que" o amor de (isto é, a) de Deus habita (em grego, permanece) nele? "Nossa supérfluo deve render às necessidades, o nosso conforto, e até mesmo nossos necessaries, em certa medida, deve ceder o extremo quer dos nossos irmãos. "A fé dá-me Cristo, o amor fluir de fé dá-me para o meu vizinho."
    17. Nisto - Ou seja, por esta comunhão com Deus. É o nosso amor seja perfeito; que podem - ou seja, de modo que vamos ter ousadia no dia do julgamento - Quando todos os duros de coração estremece. Porque, como ele Cristo -. Is - Todo o amor. Assim somos nós - Quem são os pais em Cristo, mesmo neste mundo.
18 - No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor.
    4:18 não foi aperfeiçoado no amor. amor de Deus é perfeito em si mesmo, e isso nos traz a certeza de promessa de perfeição, logo que receber ele (vv. 12, 17; 2:5). Mas porque estamos sendo aperfeiçoados no seu amor ao longo do tempo (3:2), os restos de medo pode, temporariamente, coexistem com o amor. "O amor perfeito" de Deus ", lança fora o medo", progressivamente, em vez de instantaneamente.
    18. Quando o venerável John não conseguia mais andar nas reuniões da Igreja, mas foi levado para lá por seus discípulos, ele sempre expressou o mesmo endereço para a Igreja, ele lembrou-lhes de que um mandamento que recebeu do próprio Cristo, como englobando todas as o resto, e que constitui a distinção de uma nova aliança, Meus filhinhos, amar uns aos outros." Quando os irmãos presentes, cansado de ouvir a mesma coisa tantas vezes, perguntou por que ele repetia sempre a mesma coisa, ele respondeu: "Porque é o mandamento do Senhor, e se esta coisa ser atingido, é o suficiente" [Jerônimo ].
    na palavra grego", com | palavra com a língua, mas por obra e em verdade. "
    18. Não há temor no amor - Sem medo servil pode ser onde reina o amor. Mas o medo perfeito amor lança fora adultos servil: porque esse medo tem tormento - E isso é incompatível com a felicidade do amor. Um homem natural não tem nem medo, nem amor, que é despertado, o medo, sem amor, um bebê em Cristo, amor e medo; um pai em Cristo, o amor sem medo.
19 - Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro.
    19. declara grego", aqui ", em nosso amoroso em obras e em verdade (1Jo 3:18).
    sabemos Os manuscritos mais antigos que" saberemos ", ou seja, se cumprir o comando (1Jo 3:18).
    da verdade de que somos discípulos do real, e que pertençam, a verdade, como é em Jesus, nascido de Deus com a palavra da verdade. Tendo aqui a verdade radical, que não deve ser certo para amar apenas na palavra e da língua. (1Jo 3:18).
    assegurar literalmente," convencer ", ou seja, de modo a deixarem de nos condenarão; satisfazer os questionamentos e dúvidas da nossa consciência como se nós ser aceite ou não diante de Deus (compare Mt 28:14; 12:20 Ac", conta feito Blastus seu amigo ", literalmente," convenceu "). O coração", como a sede dos sentimentos, é o nosso juiz interior, a consciência, como testemunha, os actos, quer como justificar o nosso defensor ou acusador nossa condenação, antes de Deus agora mesmo. Joh 08:09, tem "consciência", mas a passagem é omitido nos manuscritos mais antigos. John nada mais usa a "consciência prazo." Pedro e São Paulo só usá-lo.
    antes dele , como na visão dele, o Pesquisador de corações onisciente. Assurance é projetada para ser a experiência comum eo privilégio do crente.
    19. Nós o amamos, porque ele nos amou primeiro - Esta é a soma de todas as religiões, o verdadeiro modelo do cristianismo. Ninguém pode dizer mais: Por que alguém deveria dizer menos, ou menos compreensível?
20 - Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?
    20. Lutero e Bengel tomar este versículo como consolação o crente a quem o seu coração o condena, e que, portanto, como Pedro, o recurso a partir da consciência de que Ele é maior do que consciência. sabes Senhor, Tu todas as coisas: tu sabes que eu Te amo." consciência Peters, embora condenando-o de seu pecado de negar o Senhor, garantiu-lhe do seu amor, mas temendo a possibilidade, devido à sua queda do passado, de enganar a si mesmo, ele apela para o deus que tudo sabe: assim, Paulo, 1 Coríntios 4: 3, 4. Então, se podemos ser crentes, mesmo se o nosso coração nos condena o pecado em geral, tendo ainda um sinal de filiação, o amor, ainda podemos assegurar aos nossos corações (alguns manuscritos mais antigos ler o coração, 1Jo 3:19, bem como 1Jo 3 : 20), sabendo que Deus é maior que o nosso coração e conhece todas as coisas. Mas assim mesmo grego é traduzido por "porque" no início, e "(nós sabemos) que" no meio do verso, e se os versos eram de consolo, ele provavelmente teria sido ", porque mesmo se o nosso coração nos condena , "& c. Portanto traduzir: "Porque (tornando o motivo pelo qual foi indicado em 1Jo 3:19 a ser tão importante para garantir os nossos corações diante Dele) se o nosso coração condenar (em grego, sei [alguma coisa] contra nós, respondendo por contraste com o que deve sabemos que somos da verdade), nós (é) porque Deus é maior que o nosso coração e conhece todas as coisas. " Se os juízes do nosso coração nos desfavorável, podemos estar certos de que Ele, sabendo mais do que nosso coração sabe, os juízes-nos ainda mais desfavorável [Alford]. A elipse semelhante ("é") ocorre em 1Co 14:27; 2Co 1:06; 08:23. O testemunho de nossa consciência que condena não é a única, mas é o eco da voz daquele que é maior e sabe todas as coisas. Nossa hipocrisia em amar através da palavra e da língua, e não em obras e verdade, não escapa mesmo a nossa consciência, embora fracos e saber, mas pouco, muito menos Deus que conhece todas as coisas! Ainda visualizar o consolo pode ser o caminho certo. Para o grego para "nós asseguraremos nossos corações" (ver em 1Jo 3:19), é ganhar mais, persuadir, de modo a ser acalmado, o que significa que houve um estado anterior de auto-condenação pelo coração (1Jo 3:20 ), que, entretanto, é desconhecida pelos pensamento consolador: "Deus é maior do que o meu coração que me condena, e" conhece todas as coisas "(do grego" ginoskei "," sabe "e não" kataginoskei "," condena " ) e, portanto, sabe do meu amor e desejo de servi-Lo, e conhece meu corpo, de modo a pena a minha fraqueza de fé. Este ganho sobre o coração para a paz não é tão avançado como o estágio ter confiança em Deus que flui de um coração não nos condena. O primeiro ", porque" assim se aplica a dois casos suplente, 1Jo 3:20, 21 (que dá o fundamento de dizer que amo ter iremos ganhar mais, ou garantir a nossa mente diante dEle, 1Jo 3:19), o segundo " porque "se aplica ao primeiro suplente sozinho, ou seja," se nosso coração nos condena. " Quando ele chega ao segundo suplente, 1Jo 3:21, ele afirma que, independentemente da ex-"porque" que tinha ligado com 1Jo 3:19, na medida em confiança para com Deus é uma etapa mais distante do que convencer os nossos corações, mas sempre precedida de ele.
    20. Quem viu - Quem é apresentado diariamente a seus sentidos, para aumentar a sua estima, e mover-se de sua bondade e compaixão para com ele.
21 - E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão.
    21. Amado Não há" mas "em contraste os dois casos, 1Jo 3:20, 21, porque" Beloved "suficientemente marca a transição para o caso dos irmãos andando na plena confiança do amor (1Jo 3:18). Os dois resultados do nosso ser capaz de "assegurar aos nossos corações diante dele" (1Jo 3:19), e "o nosso coração não nos condenar" (de insinceridade como a verdade, em geral, e como o amor, em particular) são, (1 ) A confiança em Deus, (2) uma resposta a nossas orações. John não significa que todos aqueles cujos corações não condená-los, são, portanto, seguro diante de Deus, pois alguns têm a sua consciência cauterizada, outras são ignorantes da verdade, e não é apenas a sinceridade, a sinceridade, mas na verdade o que pode salvar os homens. cristãos são aqueles que tem intenção aqui: preceitos saber cristos e testar-se por eles.
    21. E temos este mandamento dele - Tanto Deus e Cristo. Que quem ama a Deus ama a seu irmão - Cada um, seja qual for a sua opinião ou modo de ser culto, simplesmente porque ele é a criança, e traz a imagem de Deus. Preconceito é propriamente a falta desse amor puro e universal. Um fanático só ama aqueles que abraçam suas opiniões, e receber o seu modo de adoração, e ama-los por isso, e não por causa de Cristos. http://www.ccel.org/ccel/wesley otes.i.xxiv.v.html




Untitled Document

Velho Testamento


Gênesis I Samuel Ester Lamentações Miquéias
Êxodo II Samuel Ezequiel Naum
Levítico I Reis Salmos Daniel Habacuque
Números II Reis Provérbios Oséias Sofonias
Deuteronômio I Crônicas Eclesiastes Joel Ageu
Josué II Crônicas Cânticos Amós Zacarias
Juízes Esdras Isaías Obadias Malaquias
Rute Neemias Jeremias Jonas


Novo Testamento


Mateus I Corintios I Tessalonicenses Filemom I João
Marcos II Corintios II Tessalonicenses Hebreus II João
Lucas Gálatas I Timóteo Tiago III João
João Efésios II Timóteo I Pedro Judas
Atos Filipenses Tito II Pedro Apocalipse
Romanos Colossenses